Domingo, 10 de Janeiro de 2010

Neve, neve e mais neve

 

Tendo eu nascido em Janeiro e gostando do frio do Inverno, preferindo-o à chuva, revela-se em mim uma reacção algo incompreendida pelos outros sempre que vejo nevar. Não é costume nevar na cidade florida. Não é que nunca tenha acontecido, porque nos últimos anos tem-se vindo a tornar um hábito, mas nunca deixa de ser estranho quando os bocadinhos de gelo caem no meu nariz.

Talvez porque, no ano em que nasci, a cidade tenha ficado coberta por um manto de neve eu sinta um gostinho particular por ela. Não sei.

O que é certo é que hoje cairam os primeiros bocadinhos de neve e senti-me um puto aos saltinhos dentro do carro.

Era bonito acordar amanhã e ver tudo branco com neve em vez da habitual geada.

publicado por Fausto às 19:29
link do post | comentar | favorito
|

¿quem?

¿pesquisar

 

¿Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

¿fresquinhos

¿ Sigam as placas com o hom...

¿ Ronca prái, Sapo, que eu ...

¿ Queriam matá-lo mas ele n...

¿ Alguém que invente

¿ Explode

¿ Take I

¿ Dá-me luz

¿ O anormal de Telheiras

¿ O meu reino por uma máqui...

¿ Dez segundos à Benfica

¿arquivo

¿ Abril 2010

¿ Março 2010

¿ Fevereiro 2010

¿ Janeiro 2010

¿ Dezembro 2009

¿ Novembro 2009

¿ Outubro 2009

¿ Setembro 2009

¿links

¿subscrever feeds