Sexta-feira, 15 de Janeiro de 2010

Arroto a chatice

 Não acreditando nem um bocadinho na existência de um deus, há coisas pelas quais eu dou graças.

E neste momento, dado os dias que têm passado e a minha predisposição, dou graças por não haver ninguém com um acordar igual ao meu por perto.

A teimosia, a ironia e, principalmente, o sarcasmo e arte de mal-dizer, estão no seu expoente máximo na meia hora que se segue ao meu acordar.

Ando saturado do emprego que tenho.

Não tanto do emprego, mas das pessoas e, acima de tudo, do meu chefe. Poderia inclui-lo no grupo das pessoas mas ele estava distraido quando a evolução passou pela terra.

Considero-me um bom profissional e gosto de fazer coisas para as quais fui talhado, não é andar a fazer de moço dos recados ou de secretária. Para isso, não tinha andado a marrar durante uns anos valentes.

Podem dizer para eu reclamar que eu respondo... Já o faço! Mas isso satura.

Arre.

publicado por Fausto às 15:20
link do post | comentar | favorito
|

¿quem?

¿pesquisar

 

¿Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

¿fresquinhos

¿ Sigam as placas com o hom...

¿ Ronca prái, Sapo, que eu ...

¿ Queriam matá-lo mas ele n...

¿ Alguém que invente

¿ Explode

¿ Take I

¿ Dá-me luz

¿ O anormal de Telheiras

¿ O meu reino por uma máqui...

¿ Dez segundos à Benfica

¿arquivo

¿ Abril 2010

¿ Março 2010

¿ Fevereiro 2010

¿ Janeiro 2010

¿ Dezembro 2009

¿ Novembro 2009

¿ Outubro 2009

¿ Setembro 2009

¿links

¿subscrever feeds