Quinta-feira, 11 de Março de 2010

Carapau de corrida

 Depois de uma busca extremamente aprofundada sobre esta expressão, coisa que me levou tanto tempo como o aumento dos dias por causa do sismo do Chile, descobri que não há nenhuma imagem do dito com o belo do capacete ou, numa vertente mais saudável, de ténis e calções.

Assim, predisponho-me a fazer um desenho do cujo, assim que me for possível.

Isto pode ser hoje ou daqui a 3 anos... com sorte.

publicado por Fausto às 15:12
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 2 de Março de 2010

Priberam

 

Tendo eu dúvidas parvas no que toca a escrever palavras simples (escrevo tão depressa mas tão depressa que muitas das vezes estou a escrever coisas nas quais ainda nem pensei) não tenho outro remédio senão consultar dicionários sempre que me surge a dúvida de como se escreve a palavra "não".

Há pouco foi uma dessas alturas.

Não sabia o significado de uma palavra de 3 letras (não, não era mãe - isto para mim é uma piada, a qual não vou explicar porque pior que contar uma piada seca é ter de a explicar) e lá fui eu ao priberam.

 

Não é que os senhores agora têm uma secção para a palavra do dia!?
 

A dita palavra é "tronqueira" (nem o corrector do sapo a conhece).

Pensei logo em fazer um post em que utilizasse a palavra nova que tinha acabado de aprender, mas não é fácil.

Mas, génio como sou, ultrapassei as dificuldades (sempre pela esquerda, não vá a GNR estar à espreita) e cá está, provavelmente, o único post do mundo com a palavra tronqueira.

 

tronqueira 
(tronco + -eira)

s. f.
1. Açor. Passagem estreita na estrada ordinária, onde ficam os madeiros laterais de uma portada ou cancela.
2. Bras. Cada um dos madeiros verticais onde se introduzem as extremidades das varas de uma cancela.

 

publicado por Fausto às 15:25
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 9 de Fevereiro de 2010

Sabias?

- Porque é que a galinha atravessou a estrada?

- Porque não sabia voar! 

publicado por Fausto às 16:12
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 8 de Fevereiro de 2010

Temos a certeza de que deviamos ter apostado nos números que a nossa intuição mandava quando eles saem

Na sexta-feira podia ter ficado milionário.

Poder, podia.

Mas não era a mesma coisa.

Não é que fui meter o euromilhões.

Quando dou por mim a preencher o boletim reparo que estou inclinado para os 30's.

Lá parei para pensar e acabei a preencher o resto com números espalhados por todos os cantos da quadricula.

Nota-se que foi um erro estúpido e que por esta altura podia muito bem estar a apanhar sol numa qualquer praia de água transparente e a beber águas de coco como se gostasse.

Para a próxima ponho os números que tiver de ser, mesmo que tenham de ser todos seguidos.

publicado por Fausto às 15:21
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 1 de Fevereiro de 2010

Here we are born to be kings

 

Com tanta vampiragem que há por aí nos tempos que correm e depois de já ter escrito um post sobre o assunto, não me vou alongar muito no que toca aos chupadores de sangue.

O que mais há para aí são maneiras de se ser imortal. Mas será que os imortais o são realmente?

Quer dizer... em muitos filmes, e particularmente, no filme/série Highlander (imortais), havia gente que vivia e vivia e vivia até que um dia, e aqui é a parte estúpida, morriam!

Se se é imortal, não é suposto nunca se morrer?

É que isto de ser imortal é muito giro mas depois basta uma facadinha no coração para se perder a cabeça e fazer o que já é feito há muito tempo pelo comum dos mortais.

Ser imortal para poder morrer de uma maneira esquisita, não. Obrigado!

publicado por Fausto às 11:28
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 22 de Janeiro de 2010

Até na desgraça somos os maiores

 

Domingos Amaral, Director da GQ, descreveu, ao Correio da Manhã, o terramoto de 1755 em Lisboa, fazendo a ponte entre ele e o Haiti. Por certo o senhor estava lá, de câmara em riste, para registar e saber como foi. Só assim é que se explica as certezas que o senhor tem acerca do terramoto de Lisboa. E mais! Não havendo quaisquer registos, por não haver nem escala nem a ciência sismologia, nem o raio que o parta, o senhor Domingos afirma que o nosso sismo foi 9 na escala de Richter (de certeza que não foi ele que inventou esta, mas já que estou a criticar, leva tudo duma vez).

Ele que meta a Diana outra vez na GQ e desta vez com menos roupa!

 

publicado por Fausto às 17:27
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Ana quem?

 

Hoje consegui apanhar um jornal para ler durante o café.

Sabe sempre bem pintar os dedos de preto enquanto se folheia as páginas caiadas a negro… Ok, não era bem um jornal… era o Correio da Manhã! Essa ode à asneira que só é batida pelo 24 Horas.

Adiante.

Lia-se “Nomeada filha de Ana Gomes”.

Eu, pelo título, julguei tratar-se de mais um daqueles casos de adopção em que a mãe é afinal o pai e o pai fugiu com a tia para a Mongólia deixando a mãe a tratar da comida do cão enquanto a pequena Vanessa tinha de ir apanhar morangos para poder fazer batidos de fruta, mas afinal não.

Ao que parece foi mesmo uma gaja qualquer que foi nomeada para um cargo qualquer a fazer qualquer coisa num lugar qualquer.

Ainda me pergunto… porque é que insisto em ler aquele conjunto de folhas…

 

publicado por Fausto às 15:26
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 21 de Janeiro de 2010

Inércia

  •  «A inércia é a propriedade fundamental de todos os corpos que permite que estes resistam a qualquer alteração do seu movimento e está relacionada com a massa destes. Deste modo, um corpo em repouso permanece em repouso, a não ser que sobre ele actue uma força exterior»

A inércia funciona em mim tal como a kryptonite funciona no Super-Homem!

Detesto essa força invisivel que impede que haja movimento por obra e graça do espirito santo. E odeio ainda mais quando resolvo interagir com algo que se encontra imóvel e nem assim consigo quebrar a barreira chamada inércia.

Isto tudo porque me fartei de fazer força para fechar o raio de um portão que teima em não se mexer.

Tenho a impressão que se fizesse mais um bocadinho de força o meu rabo não tinha inércia que chegasse para impedir que o habitante do seu interior saisse!

Inércia, inércia, porque não te mexes tu?!

publicado por Fausto às 12:57
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 20 de Janeiro de 2010

Páginas agredidas aquando da sua visualização

 

Chegou hoje ao meu conhecimento, depois de conversa animada com o responsável pelas redes de informática aqui do estaminé onde trabalho, que os sites bloqueados sofriam de abusos.

Acho que foram vistas 3 páginas da internet nos cuidados intensivos do hospital do Entroncamento! Vitimas de maus tratos lá está. Uma ainda apresentava indicios da forte agressão que sofreu durante a visualização do seu conteúdo. Bem que podiam ter sido meiguinhos antes de se meterem a entrar à parva pelas páginas.

 

publicado por Fausto às 12:43
link do post | comentar | favorito

¿quem?

¿pesquisar

 

¿Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

¿fresquinhos

¿ Carapau de corrida

¿ Priberam

¿ Sabias?

¿ Temos a certeza de que de...

¿ Here we are born to be ki...

¿ Até na desgraça somos os ...

¿ Ana quem?

¿ Inércia

¿ Páginas agredidas aquando...

¿arquivo

¿ Abril 2010

¿ Março 2010

¿ Fevereiro 2010

¿ Janeiro 2010

¿ Dezembro 2009

¿ Novembro 2009

¿ Outubro 2009

¿ Setembro 2009

¿links

¿subscrever feeds