Terça-feira, 26 de Janeiro de 2010

Quando eu for grande quero ser um painel solar

 

Com tanta tralha que já li sobre os painéis solares (térmicos ou fotovoltaicos) declaro-me aqui um expert na matéria e disponivel para tirar quaisquer dúvidas que o comum mortal possa ter.

Só uma questão...

 

Ao passarem tanto tempo ao sol não deviam estar mais bronzeados?

 

Agora vou ali atirar pedras ao painel do vizinho para ver se ele vem cá comprar um novo.

publicado por Fausto às 15:17
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 20 de Janeiro de 2010

Ambrósio, apetecia-me tomar algo

Bem, a reunião referia no post matinal serviu para perceber que as pessoas às vezes querem coisas só porque podem. Sendo eu o criador e principal defensor desse lema, só me resta tentar compreender que há gente como eu. Às vezes não é fácil...

Não há nada melhor que aproveitar a reunião de apresentação do projecto para dizer que não é nada daquilo que se pretende mas que foi pedido. Melhor ainda é dizer que só foi pedido o projecto daquela forma (a inicial) para poder ter valores para apresentar a não sei quem que nem está muito interessado nesta confusão toda.

Agora, o projecto real não é nem metade do que foi pedido no inicio já para não falar nas dificuldades muito superiores para se proceder à instalação...

 

'bora lá furar caldeiras para poder por bocadinhos de tubo. Pode ser que se faça uma flauta de pan. 

publicado por Fausto às 16:57
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 6 de Janeiro de 2010

Inventar(io)

 

Por norma os inventários fazem-se no fim do ano. Aqui, na terra onde tudo é diferente, fazem-se no inicio. Quer dizer... a contagem faz-se algures no fim do ano passado, mas a verificação faz-se no inicio/ao longo do ano que decorre. Isto até nem fazia muita diferença se não houvesse entrada e saída de material, mas tendo em conta que se vende gás como se não houvesse amanhã e se instala paineis solares por esse distrito fora, parece-me que é complicado manter uma contagem certa.

Hoje inventaria-se o que não se inventariou ontem e o que não se vai inventariar amanhã - sim, que isto de inventário é coisa para durar mais uns dias.

Passar a tarde em frente ao pc a fazer nada mais nada menos que confirmar números que não batem certo e perceber onde está o erro não é a minha ideia de tarde perfeita, mas também não o é(perfeito) este emprego.

publicado por Fausto às 16:57
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Domingo, 11 de Outubro de 2009

Perguntas

 

 Quantas vezes já não ouvimos perguntas às quais não sabemos bem o que responder. Não falo do tradicional "então, por cá?" nem do "também cá andas?", que se ouve por todo esse país fora e comunidades de emigrantes.

Quantos de vocês não têm um chefe, uma namorada, ou mesmo uma mãe que vos faz as perguntas mais pertinentes. 

Vindo de um chefe, um "você amanhã pode vir mais cedo?" é o mesmo que dizer, "amanhã vens mais cedo e não bufas", e nós nunca sabemos o que responder acabando por ir mais cedo sem razão aparente, já que não se ganha mais por causa disso.

De uma namorada, um "não queres antes ficar em casa?" soa logo a um, vai lá que depois logo vês como elas te mordem. 

 Ouvir um "podes-me trazer o aspirador?", de uma mãe nem chega a ser uma pergunta mas sim uma ordem, em que temos de largar tudo para ir fazer a vontade à senhora sob a pena de se não o fizermos termos de ficar a ouvir reclamações e lamúrias durante o resto do dia.

 Para além destes três individuos, teremos muitos mais que possivelmente serão lembrados em posts futuros.

 

Há demasiada retórica no nosso mundo, não acham?

publicado por Fausto às 20:34
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 23 de Setembro de 2009

Trabalhar ou não trabalhar

Eis a questão!

 

Pessoal, bem-vindos ao mais recente blog desta personagem que dá pelo nome de Fausto.

Para os que ainda não me conhecem (o que me parece bastante dificil) do mundo bloguista, só me resta adiantar que este é mesmo o meu nome e este será, provavelmente, o meu 54395938 blog. A única promessa que faço é que vou tentar escrever aqui muito pouco regularmente, só para não vos maçar muito.

Desta feita, avanço para o que me perturba ao longo dos últimos dias. Dois, para ser mais exacto.

 

Passei a fazer parte das estatisticas e ingressei numa pequena empresa. Como tantas outras, se se aguentar até o estágio acabar, já não é nada mau (ela aguenta porque não é assim tão pequena, mas tenho de ter este espirito porque faz parte do colectivo empregado).

Tenho acompanhado o chefe para todo o lado e feito praticamente tudo o que ele faz. Melhor, quase tudo... sim, só não telefono para pessoas porque não tenho os números delas, porque de resto faço o mesmo, ou seja, nada.

 

Se ser chefe é isto, eu quero ser chefe o resto da vida. Dêem-me só uma secretária só para mim e um computador, que eu entretenho-me bem. Ou isso ou deixem-me fazer alguma coisa. Nem que seja arrumra papéis.

publicado por Fausto às 20:44
link do post | comentar | favorito

¿quem?

¿pesquisar

 

¿Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

¿fresquinhos

¿ Quando eu for grande quer...

¿ Ambrósio, apetecia-me tom...

¿ Inventar(io)

¿ Perguntas

¿ Trabalhar ou não trabalh...

¿arquivo

¿ Abril 2010

¿ Março 2010

¿ Fevereiro 2010

¿ Janeiro 2010

¿ Dezembro 2009

¿ Novembro 2009

¿ Outubro 2009

¿ Setembro 2009

¿links

¿subscrever feeds