Terça-feira, 26 de Janeiro de 2010

Herói mas pouco

Ao que parece há um novo recorde de sobrevivência no que toca a terramotos e escombros.

Um jovem de 21 anos (segundo reza a lenda) sobreviveu debaixo de um amontoado de ferro, tijolo e cimento, durante 11 dias. 11 dias inteirinhos sem ver a luz do dia.

O rapazote diz que não sabia às quantas andava e que quando foi retirado do meio da poeira pensava que só tinham passado 6 dias. Talvez por isso é que ele tenha aguentado tanto tempo. O organismo não sabia que não se aguenta tanto tempo.

Por isso ou por ter sobrevivido com uma alimentação à base de bolachas, biscoitos, coca-cola e cerveja.

Desta forma não considero isso nenhum acto do qual ele se possa gabar já que conheço muito boa gente que sobreviveu, e ainda sobrevive, em Lisboa durante vários anos a comer essas coisas enquanto andou na Universidade. Aliás, estudante que é estudante, come mal e bebe melhor ainda.

 

Quanto ao gajo do Haiti... depois de saber que não há comida para todos vai pedir com muita força para que o deixem voltar para a mercearia onde esteve soterrado.

Ai vai vai! 

publicado por Fausto às 10:21
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 22 de Janeiro de 2010

Até na desgraça somos os maiores

 

Domingos Amaral, Director da GQ, descreveu, ao Correio da Manhã, o terramoto de 1755 em Lisboa, fazendo a ponte entre ele e o Haiti. Por certo o senhor estava lá, de câmara em riste, para registar e saber como foi. Só assim é que se explica as certezas que o senhor tem acerca do terramoto de Lisboa. E mais! Não havendo quaisquer registos, por não haver nem escala nem a ciência sismologia, nem o raio que o parta, o senhor Domingos afirma que o nosso sismo foi 9 na escala de Richter (de certeza que não foi ele que inventou esta, mas já que estou a criticar, leva tudo duma vez).

Ele que meta a Diana outra vez na GQ e desta vez com menos roupa!

 

publicado por Fausto às 17:27
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Segunda-feira, 28 de Dezembro de 2009

It's the end of the world... as we know it

Estava aqui a pensar de mim para comigo (isso e à espera que chegue a hora de almoço) em como ando despassarado.

No último mes houve diversas coisas que me passaram ao lado. Ora um sismo, ora um temporal que fez lembrar "e tudo o vento levou", ora uma vitória do Benfica frente ao Porto.

Se a vitória do Benfica se pode ver na net no dia a seguir, as outras duas coisas são feitas para serem desfrutadas na altura. E eu que estava a dormir... nas duas!!!

Venha de lá o fim do mundo, que por este andar só vou dar conta 3 ou 4 dias depois... e é porque vou olhar para o lado e não vou ver ninguém. 

publicado por Fausto às 13:00
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

¿quem?

¿pesquisar

 

¿Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

¿fresquinhos

¿ Herói mas pouco

¿ Até na desgraça somos os ...

¿ It's the end of the world...

¿arquivo

¿ Abril 2010

¿ Março 2010

¿ Fevereiro 2010

¿ Janeiro 2010

¿ Dezembro 2009

¿ Novembro 2009

¿ Outubro 2009

¿ Setembro 2009

¿links

¿subscrever feeds